Blog

VOCÊ ESTÁ INVESTINDO CORRETAMENTE A SUA VERBA DE COMUNICAÇÃO E MARKETING?

você está investindo corretamente?

O investimento em ações de marketing e comunicação normalmente representa uma fatia significativa do orçamento de pequenas, médias e grandes empresas, principalmente para os fabricantes de bens de consumo final, empresas prestadoras de serviços e comerciantes, que precisam divulgar a sua marca para o público em geral. Nesse contexto é muito importante saber se o investimento está sendo feito da maneira correta, ou seja, nos meios e nas mídias mais adequados para atingir o seu público-alvo. Lógico que cada negócio, cada marca, cada produto tem as suas próprias características intrínsecas e atinge públicos específicos. Mas no geral podemos analisar alguns dados importantes que podem nos ajudar a avaliar se estamos no caminho certo. No mundo onde pensamos que toda comunicação é feita pela internet, podemos ter algumas surpresas muito interessantes.

Um recente estudo publicado pelo Grupo de Mídia de São Paulo em parceria com o Kantar IBOPE mostra como foi a distribuição do investimento em mídia no Brasil no ano de 2017. O volume total de investimento por parte dos anunciantes foi de R$ 134.089.406,00. A mídia televisão aberta continua na liderança, com o maior volume de investimento, totalizando 53,6% do total. Uma leve queda em relação ao ano de 2016 quando o percentual foi de 55,1%. A televisão por assinatura aparece em segundo lugar com 13,2%. Em 2016 esse percentual foi de 12,6%. Dessa forma percebemos que a soma das mídias televisão aberta com televisão fechada representa nada mais nada menos do que 66,8% do volume total de investimentos.

O jornal aparece em terceiro lugar com 11,6% do volume total, percentual praticamente igual ao ano anterior, quando o percentual foi de 11,7%. As ações de merchandising na televisão aparecem na sequência, em quinto lugar, com 5,6%. A Internet aparece somente em sexto lugar com 4,6% do volume total. Esse percentual é dividido entre Search (mecanismos de buscas) com 1,7% e Display (anúncios em sites) com 2,9%. Logo depois vem o Rádio com 4,5% e a mídia Revista com 3,5%. A mídia OOH (out of home), que compreende todas as ações consideradas de mídia exterior, fica com 3,0%. Para finalizar na última posição fica o Cinema com apenas 0,4% do volume total de investimento.

Mas afinal o que esses números podem nos indicar? Claramente nos mostram que embora o mundo todo fale praticamente apenas de Internet e muitas pessoas acreditam que a mídia tradicional não funciona mais, isso não é totalmente verdadeiro. A maior parte das verbas publicitárias ainda são destinadas as mídias tradicionais, mesmo com todo o crescimento da internet no Brasil. Obviamente as pequenas e médias empresas muitas vezes não tem recursos financeiros para investir nas mídias tradicionais e acabam optando pela Internet por ser mais acessível. Mas é preciso tomar cuidado com essa estratégia e avaliar bem o resultado das ações e comparar com as outras opções existentes. No conceito de comunicação integrada é importante não apostar todas as suas fichas em um único meio e sim distribuir a verba disponível nos meios mais adequados para atingir com precisão o seu público alvo. Muitas vezes o barato sai caro no final das contas.

É importante avaliar bem o comportamento do seu público no dia a dia. Não bastar apenas saber a faixa etária, a região geográfica e outros dados demográficos. O perfil comportamental do seu cliente é fundamental para você direcionar as sus ações de comunicação da maneira mais assertiva possível. Afinal estamos falando de investimento em comunicação, na marca do seu produto ou da sua empresa e como todo investimento é preciso fazer bem feito para que os resultados sejam os esperados.